Digite sua pesquisa

Dicas de Marilice: o valor da escrita no autocuidado

Dicas de Marilice: o valor da escrita no autocuidado

Escrever um livro sobre nossa vida com nosso filho deficiente serve para denunciar e, também, para compartilhar com a sociedade o que temos de melhor: nosso aprendizado de vida!
Ao vermos nossas dores escritas, nem acreditamos que passamos por elas. Elas ficam mais leves.
Com um livro em mãos, não teremos mais que mexer num baú de coisas dolorosas a cada novo profissional que o cuidar. Bastará dar o livro! Isso nos protege de muita dor ao mexermos em nossa memória, ela têm que encontrar seu lugar…

O primeiro fluxo de escrita será o mais importante, depois, virá o trabalho literário de aprendizado para o devido polimento e o texto possa ser compreendido pelo leitor.

Na oficina com Marilice, haverá cuidados para poder seguir, o auxílio necessário no processo, que é singular, no devido tempo.

A cada etapa do processo, a alegria pela realização é construída.
Sendo impossível comparecer, há oficinas que podem ser online, solicite informações.
Este é apenas um de nossos projetos. Acesse o Blog e acompanhe nossas atividades.

__________________________________________________

MARILICE COSTI

Escritora, palestrante, oficineira desde 1995, orienta e edita publicações. Especialista em Arteterapia, mestre em Arquitetura (UFRGS), criadora e editora da revista O Cuidador. É Prêmio Açorianos 2006 em poesia, tem muitos livros publicados. Dirige SANA ARTE.

Acesse sempre seu trabalho em seu blog 

 

Nenhum comentário

Add Sua opinião

Seu endereço de e-mail não será publicado.