Digite sua pesquisa

Projeto AUTOR Presente – O valor da Literatura

Projeto AUTOR Presente – O valor da Literatura

Há anos, o Projeto Autor Presente, possibilita que qualquer escola pública do Estado compre livros do escritor escolhido (movimenta livrarias/editoras). Tudo inicia com a divulgação de um edital. Autores gaúchos que demonstram interesse se cadastram. O autor deve ter livros de literatura com ISBN e desejar de participar, pois a quantidade de documentos e certidões negativas dão certo trabalho. O autor recebe 500,00 reais para ir à Escola conversar com os alunos.

Vejam como a cultura tem valor. Quanto maior o investimento no projeto, maior será a riqueza que será movimentada.

Escritora Escolhida

É o segundo ano que uma escola estadual pública me convida para ir conversar com os alunos. No ano passado foi em Canoas, no Instituto Carlos Chagas.

Neste ano, dia 24 de outubro, irei a Passo Fundo para, no dia 25, ir a Pontão, município pequeno e próximo, conversar com os alunos.

Com este Projeto, ganha o autor, ganham os alunos, ganha a rede de produção (empregos), editoras movem estoques, livrarias vendem, o Estado movimenta recursos, que geram um tipo de riqueza – a escrita das pessoas é desenvolvida pela sua própria leitura – a da compreensão de textos, em tudo que envolve o estudo do Português. O Estado recebe através de impostos, pagos pelas empresas por movimentarem seus recursos.

A diretora da Escola Estadual Zumbi dos Palmares me enviou imagens dos alunos iniciando o estudo sobre meu trabalho. Os livros que aparecem são meus.

 

Gratidão

É muito bom vê-los trabalhando com os exemplares que a escola adquiriu. Agradeço à Diretora Jucelei Luvisetto dos Santos, pelo seu empenho.

Sou apaixonada por alunos. Penso que tudo o que aprendi, devo repassar. Não há sentido em retermos conhecimento e “levarmos para a cova”, como diria Ina, que trabalhava na nossa casa quando eu era pequena.

Então, preparem as perguntas… iremos conversar bastante.

 

A cultura valorizada

Investir na CULTURA é sempre inteligente por parte de governos.

Parte das humanidades, a Literatura nos ensina a compreender passado e presente, e gera riqueza. Com este Projeto, ganha o autor, ganham os alunos, ganha a rede de produção (empregos), editoras movem estoques, livrarias vendem, o Estado movimenta recursos, que geram um tipo de riqueza – a escrita das pessoas é desenvolvida pela sua própria leitura – a da compreensão de textos, em tudo que envolve o estudo do Português. O Estado recebe através de impostos, pagos pelas empresas por movimentarem seus recursos estoques. Os alunos têm mais estímulo para ler e ler é fundamental para ter vocabulário, desenvolver o senso crítico e a linguagem, a comunicação.

 

Sinto-me feliz por contribuir com o meu trabalho.

Neste sábado, comprarei a passagem para ir!

Me aguardem!

 

MARILICE COSTI

Escritora, palestrante, oficineira. Especialista em Arteterapia, mestre em Arquitetura (UFRGS), criadora e editora da revista O Cuidador. É Prêmio Açorianos 2006 em poesia, tem muitos livros publicados. Dirige SANA ARTE.

www.marilicecosti.com.br

Nenhum comentário

Add Sua opinião

Seu endereço de e-mail não será publicado.