Digite sua pesquisa

EMPATIA & CONFORTO NO CUIDADO

EMPATIA & CONFORTO NO CUIDADO

Eu chegava no andar que moro e vi minha vizinha, já bem idosa sendo puxada pelo seu cuidador. Vestia uma blusa de verão e reclamava do frio. Ela não queria sair do apartamento. O cuidador, um moço forte, jovem e alto, vestindo um macacão de mangas curtas forçava sua caminhada e lhe dizia: A senhora precisa sair um pouco. Não está frio, está quente.

Ao ouvir o diálogo entre os dois, não pude ficar quieta.

– Coloque um casaco na minha amiga, disse-lhe eu. Ela está mesmo sentindo frio. Nós, mulheres, sentimos a temperatura uns 2 graus centígrados abaixo da temperatura que você sente. Se você estiver confortável aos 21ºC, ela só estará confortável com 23ºC. E também o metabolismo de um idoso é mais lento. Ela sente frio de verdade.

É importante acreditar no que um idoso diz. Mesmo com algum tipo de demência, ele poderá sinalizar de alguma forma como está se sentindo. Um cuidador precisa compreender que, quando se sente frio e não houver agasalhado, poderá ocorrer um sofrimento maior. As contraturas poderão ocorrer e doem muito, são difíceis de desmanchar… e se pegar uma gripe ou uma pneumonia, mais perigoso fica. Um idoso não deve passar frio.

Mais tarde, contei ao filho dessa senhora o que eu vira e, a partir dali, não ouvi mais a minha vizinha reclamar. Passara a vestir um casaco sempre que ia dar um passeio com o cuidador.

*

Como vamos ter alguém sob nossa responsabilidade se não formos capazes de perceber as suas necessidades? Se não tivermos a capacidade de nos colocar no lugar do outro, não poderemos cuidar.

O cuidador precisa ter empatia. Também precisa desenvolver sua percepção, sensibilidade e observação, conhecer os sinais corporais que um idoso pode ter. Mãos frias? Corpo gelando… Bolsa de água quente, cobertas, vestuário, um chá quente. É preciso agir ao compreender a necessidade de um idoso.

A empatia é fundamental.

 

Marilice Costi é arteterapeuta, lecionou Conforto Térmico na FAUPUCRS e tem experiência no cuidado. Orienta familiares. É escritora. Como editora, publicou  40 edições da revista O Cuidador. Confira suas publicações na loja virtual.

___________________________________

Registre sua opinião abaixo, se o texto contribuiu para o seu trabalho. Obrigada!

Nenhum comentário

Adicione sua opinião

Seu endereço de e-mail não será publicado.